quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Infinito

Queria dizer que o amor é como os pássaros migrando
que vêm e vão, e acabam nunca mais voltando
Mas não vou mentir pra mim outra vez
Ou omitir o que o tempo nos fez

Eu sei que o amor é eterno
não importa se é errado ou certo
Quando eu já estava quase te esquecendo
aparecestes de novo, e de novo me enlouquecendo

Talvez seja apenas lembrança
Quando me abraças mimosa
Então volto a ser uma criança
Sorrindo, apesar de raivosa

E de novo vem o desejo
De que o amor tenha fim
Mas a volta do teu beijo
Reacende tudo em mim

Só que não há mais tempo
Para o nosso amor voltar
Acabou e eu, como o vento,
Não paro nunca de voar

LOVE HURTS

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Mensagem longa colada

Pô, muito tempo sem atualizar, mas é isso aí!
Sobre a postagem: eu estava bem belo lendo os registros do msn e me deparei com algumas fotos e arquivos que foram enviados pra mim e eu nem lembrava mais. O que aconteceu foi o achado de um texto lindo, que eu não faço a mínima ideia de por quem tenha sido escrito. Enfim... quem quiser levantar o dedo se manifestar e dizer que é a autora, eu caso! *.*


Queria te ver, te sentir, te abraçar, te beijar, mas a distância não permite. Queria ter um avião particular, um helicóptero, um carro, mas o dinheiro não permite. Queria ter uma máquina do tempo, ser feiticeira, mas a impossibilidade não ajuda. Queria ter tudo o que for possível e real para ter você nos meus braços, mas não posso pelos simples motivos: sou menor de idade, não sei dirigir, e minha mãe nunca permitiria tal idiotice minha! Mas se não fosse por esses motivos, eu estaria com você onde você estivesse. O que eu sinto por você é tão difícil de explicar, e eu confesso que não sei como pude me apaixonar por uma pessoa tão tola. Sei que tudo o que escrevo não trará você pra mim, mas é uma forma de expressar o que eu sinto. Sei que você só me vê como amiga, mas eu não te vejo apenas como amigo; sinto algo tão especial por você que nem ao menos eu sei explicar. Sei que pra você isso tudo é besteira, e também sei que você não vai nem ler, mas se eu pudesse, falaria na sua frente tudo isso. Por tanto tempo que passei escondida, sem falar nada, hoje estou falando. Queria te dizer 'eu te amo' mas, pra mim, um 'eu te amo' é a coisa mais sincera que alguém pôde inventar que agora pode ser a coisa mais falsa a dizer, por isso tenho medo de falar 'eu te amo' e você não acreditar. Na verdade, tenho medo de dizer 'eu te amo' com medo de te perder novamente, como aconteceu na ultima vez. Por mais que seja tosco, escuto a música que me lembra você, e choro; não quero mais chorar! Isso me lembra saber que eu te perdi para uma qualquer, e eu não quero. Me desculpe, mas tudo o que eu quero agora é você, e ninguém vai me tirar esse sentimento tão bom que é te ter... ou apenas pensar em te ter.

Update: Autoria de Karine Cabral. Que não escreveu pra mim, mas tudo bem, porque continua sendo muito linda (a carta).

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Ebook Poemas e Coisinhas 2ª edição

Oi, galera!
Desculpem-me pela falta de posts, problemas pessoais. Enfim, terminei a revisão da minha coletânea e aqui está ela http://www.4shared.com/document/6iYC9_P5/Poemas_e_Coisinhas_2_edio_-_Lo.html

Espero que curtam e, se gostarem, comentem e divulguem. Não custa nada ;P

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Fotas #1

E aí, galera! Gostaram do vídeo? E da crítica? Parece que não, ninguém comentou... =\
Mesmo assim, eu continuo trabalhando pra entreter vocês.
Só espero que não esqueçam de uma coisa: O pagamento do blogueiro é o comentário!

Dito isso, vou ao que interessa. Desisti da ideia de postar os bestwits da semana. Ficar dependendo das pessoas é ruim e atrapalha o desenvolvimento do Devaneios.
Por isso, aproveitando a ideia do Bruno Bento, vou postar umas fotas pra vocês, assim como eu fazia no meu extinto álbum Coisinhas fofas (ou não) do orkut.
Também vou postar algumas frases da minha tag Sabedoria da Cachaça. Só lembrando que qualquer um pode twittar frases que aparecerão aqui (ou não), desde que termine a frase com #sabedoriadacachaça. As frases são minhas, algumas copiadas da internet, outras são twitts interessantes - os quais eu credifico-.

Sem mais delongas... as Fotas de hoje vieram do Pérolas do Orkut e espero que gostem!
Update: Os comentários sou eu que ponho, porque às vezes eles são mais engraçados que a própria imagem

sábado, 11 de setembro de 2010

Guerra dos sexos

Já de início peço desculpas pela edição mal-feita e possíveis erros hehe. Mas é que eu nunca tinha editado vídeos com o programa que eu usei e não soube mexer direito.

Esse é um vídeo-resposta à Andi Lustoza do blog O que você pensa.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Contato

e-mail para sugestões, críticas e quaisquer outras coisas: bloguedevaneios@gmail.com

canal do youtube
http://www.youtube.com/user/blogdevaneios

sábado, 4 de setembro de 2010

Novidades

Oi. Como vai você? Eu vou bem, na medida do possível...

Então, galera, eu ando me surpreendendo cada vez mais com os avanços da internet e com a minha crescente popularidade. Não é grande coisa, mas estou ganhando muitos seguidores no twitter e isso ajuda a divulgar o blog.

Bom, seguindo com o propósito do post, queria fazer umas mudanças no Devaneios... pra ficar mais organizado e preciso da ajuda de vocês!
Preciso que divulguem o blog, mesmo que seja simploriamente, Pô, cara, li um blog tri da hora! É o amor-cigano.blogspot! Entendem?
Conforme o número de pessoas que seguem e comentam for aumentando, mais novidades vão aparecer e, quem sabe, até role prêmios <ô/

As primeiras novidades vão surgir a partir do momento que eu conseguir (rsrs). Arrumei uma câmera e vou fazer uns vídeos pra cá. Só não fiz nada ainda, porque não tive tempo de testá-la.
Também vou abrir um espaço maior pra vocês, leitores. Pra opinar, debater, etc.
E vou voltar a postar críticas de cinema e outras artes. Como eu costumava fazer no meu extinto blog.

Acho que é isso. Espero que divulguem este espaço e assim vamos crescer JUNTOS!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Despedida

Não... não estou fechando o blog (pelo menos não agora). Esse é o título que eu dei agora pra minha última música, que não tinha nome =\

Passei um tempo sem postar, por causa das provas e trabalhos. Além de estar tentando terminar um conto que, talvez, eu vá colocar aqui um dia. Enfim... Se alguém tiver uma banda de rock que se interesse em tocar a música, é só comentar. É DE GRÁTIS!! A única coisa que eu exijo peço é o meu nome citado como autor.


Despedida



Eu... preciso me aproximar (ah ah ahh)
Mas... o medo de me machucar
Só faz com que eu me afaste!

Vou... tentar me reerguer (eh ehh)
Se... um dia eu desaparecer
Não tente me encontrar!

Pois eu sempre estive aqui, lutando por nós dois
E você não pensou que também iria sofrer depois
A lua no céu brilhava quando você me deixou
Quem eu mais considerava foi quem mais me magoou

Já... é hora de eu aprender (eh ehh)
Que... não posso mais depender
De alguém como você!

Vai... de novo procurar (ah ah ahh)
Um... coração para maltratar
Que esse não é mais seu!

Pois eu sempre estive aqui, lutando por nós dois (um guerreiro)

E você não pensou que também iria sofrer depois (vai se arrepender)
A lua no céu brilhava quando você me deixou (fui o primeiro)
Quem eu mais considerava foi quem mais me magoou (ao me perder)

Bem... que eu podia perdoar (ah ah ahh)
Se... você tentasse mudar
Mas eu sei que não irá!

A... saudade vai doer (eh ehh)
Mas... isso não quer dizer
Que eu vou te procurar!

Pois eu sempre estive aqui, lutando por nós dois (o que aconteceu?)
E você não pensou que também iria sofrer depois (sempre assim)
A lua no céu brilhava quando você me deixou (o erro não foi meu)
Quem eu mais considerava foi quem mais me magoou (outro triste fim)

domingo, 8 de agosto de 2010

Dia dos pais

Primeiro dia dos pais sem o meu... 
Eu reconheço que não dava muita importância pra ele, ou dava mas não sabia como demonstrar. Muitos dias como este se passaram sem que eu sequer tenha lhe dado um beijo e um parabéns. Foi um erro, e é aquilo que nós já sabemos: só se dá importância a algo depois que o perdemos.
Mesmo assim ainda sinto ele aqui comigo, me observando e me guiando como sempre fez em vida.
Lembro de tudo que meu pai me ensinou. Tantas vezes com aquelas conversas sobre a Maçonaria, o Cristianismo, as Profecias Maias, Deus, o Homem, o Amor, e outros assuntos mais simples. Tantas vezes com poucas palavras ele me mostrava a beleza da vida. Por causa dos assuntos de vidas passadas, só criamos uma amizade quando eu tinha 12 anos... Foram 11 anos perdidos que, se eu pudesse, voltaria e os transformaria. Nós dois sabíamos que já batalhamos muito um contra o outro, e como aliados. Talvez por isso tenhamos vindo nessa passagem como pai e filho. Para aprendermos com nossas diferenças. Aprender a tolerar e a amar, e viver intensamente.
Eu não perdi o meu pai. Até por que ninguém perde ninguém, já que ninguém pertence a ninguém. E a alma, imortal e suprema, sobrevive em outro plano e a pessoa amada vive, enquanto houver lembrança dela, mesmo que não a vejamos.
Não, eu não perdi um pai. Ele me foi arrancado sem aviso!
Eu perdi um amigo. Perdi meu mestre. Perdi um irmão, um médico, um advogado.
Perdi meu chão, meu mundo, meu tudo.
E isso só para me fazer crescer. O preço da maturidade é muito caro.
DEP, Björn Johnny Ottesen Junior. S'agapo


sexta-feira, 30 de julho de 2010

Está decidido!

Está decidido que, até eu conseguir uma companheira, não vou mais cantar e tocar com meus amigos na noite.

Já faz um tempo que estou sofrendo com isso e hoje eu decidi. Não sou mais criança. Não preciso fazer uma coisa que me deixa triste só pelos outros.
Eu me divirto sim, quando saio e canto com a galera, mas voltando pra casa fico muito triste.
Mais do que o normal.
Então eu decidi que não quero mais!
Estou bêbado, cansado e triste. Acabei de chegar da rua e estou chorando na frente do computador. Eu não mereço isso...
Não quero uma namorada, também.
Eu quero uma companheira. De nada me adianta ter uma namorada que não saia comigo e não goste das mesmas coisas que eu!!
Cansei também... boa noite

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Irrita-me

Estava dando uma olhada em algumas comunidades dessas que escracham os homens e elevam as mulheres. Deu até vontade de fazer uma falando de nós, homens, mas achei melhor escrever aqui (e menos trabalhoso também).
Irrita-me profundamente ler coisas como http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=91915105 isso. E ver que muitas pessoas da comunidade são desse tipo fútil que tanto vejo por aí.
Já é sabido que no orkut todo mundo se faz de bonzinho. É só digitar 1 na pesquisa de comunidades que aparecerão as com o maior número de membros, mentirosos diga-se de passagem. Por exemplo:
Se é AMOR...q seja verdadeiro! - (2.996.163)
Eu Sou Fiel - (1.476.166)
Quero Carinho! - (1.432.149)
Ah... vai dizer que quase 3 milhões de pessoas (brasileiros) NÃO dizem eu te amo pra qualquer um?! Hoje em dia, eu te amo virou bom-dia. Principalmente na internet (lê-se orkut)
E agora, José! Um milhão e meio de brasileiros é fiel??? Desde quando?!
Sem contar que a mesma quantia é carinhosa... Aham, Cláudia, senta lá.

Enfim, voltando ao assunto.
Não dá pra entender essas coisas hipócritas que leio navegando.
Essa nova modinha adolescente-feminista me dá náuseas. Fazem comunidades com uma palavra no título e um texto na descrição. Só para parecerem intelectuais.
Eu meto a boca mesmo!
E ainda tem o pior: umas comunidades com textículos¹ românticos. Até acho legal e tudo, mas é só dar uma olhada na primeira página dos membros e tudo se esvai. Só meninas safadas fáceis, ou homens cafajestes bombados que entram só para posar de mimosinho.
APA²!



¹Sim, foi proposital
²APA putaquitipariu

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Já vai tarde!

Pois que a minha doce adolescência está se despedindo. Pra ser sincero eu estou despedindo ela...
Maldita fase conturbada!
Não posso me queixar demais, porque, no fundo, beeeemm no fundo, até que foi uma fase legal da minha vida medíocre. Com a puberdade eu aprendi:
Que amores vêm e vão, mas os amigos - poucos e bons - ficam
Que a dor não é eterna
Que amanhã tudo muda de novo
Aprendi que nem sempre as palavras são verdadeiras
nem os sorrisos são sinceros
Aprendi que mesmo se as pessoas se afastarem por algum tempo, ou muito tempo, elas ainda estarão lá.

Chega de nostalgia! Não estou a fim de chorar hoje.

Só queria dizer que a minha adolescência está indo embora, e pra se despedir com chave de ouro me deixa com uma enxurrada de questões não respondidas e espinhas.
Ah, as espinhas...

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Lição de Vida

1º COLEGIAL
Enquanto sentado na aula de inglês, eu admirava a garota ao meu lado. Ela era a minha tão chamada "melhor amiga". Eu admirava seu lindo cabelo; longo e desejava que ela fosse minha. Mas ela não me via com estes olhos, e eu sabia disso. Depois da aula, ela veio em minha direção e me pediu pelas minhas anotações, pois tinha perdido a aula passada, e eu as entreguei a ela. Ela disse obrigada e me deu um beijo na bochecha. Eu queria dizer a ela... eu quero que ela saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos, eu a amo mas sou muito tímido, e não sei porquê.

2º ANO DO COLEGIAL
O telefone tocou. Do outro lado da linha, era ela. Ela estava em prantos, murmurando continuamente sobre seu coração que fora partido por seu amor. Ela me disse que fosse vê-la porque ela não queria ficar só, então eu fui. Assim que me sentei ao seu lado no sofá, eu me fixei em seu suave olhar, desejando que ela fosse minha. Após duas horas, um filme da Drew Barrymore, e três sacos de salgadinhos, ela decidiu ir dormir. Ela olhou pra mim, disse "obrigada" e me deu um beijo na bochecha. Eu queria dizer a ela... eu quero que ela saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos, eu a amo mas sou muito tímido, e não sei porquê.

3º ANO DO COLEGIAL
Na véspera do baile de formatura ela foi até o meu armário. "O meu par está doente", ela disse, "e ele não vai melhorar". Eu não tinha companhia, e na 7ª série fizemos um pacto que se nenhum de nós tivéssemos companhia para o baile, iríamos juntos como "melhores amigos". Então fomos.

NOITE DO BAILE
Após tudo terminado, eu estava de pé, parado, na porta da casa dela! Eu a fitei enquanto ela sorria pra mim e me fitava com seus olhos de cristal. Eu quero que ela seja minha, mas não pensa em mim dessa forma, eu sei disso. Então ela disse "Foi o melhor momento da minha vida, obrigada!" e deu-me um beijo na bochecha. Eu queria dizer a ela, eu quero que ela saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos, eu a amo, mas sou muito tímido, e não sei porquê.

NOITE DA FORMATURA
Um dia passou, depois uma semana, depois um mês. Antes que eu pudesse piscar era o dia da formatura. Eu olhei enquanto seu corpo perfeito flutuava como um anjo até a plataforma para pegar seu diploma. Eu queria que ela fosse minha, mas ela não me via dessa forma, e eu sabia disso. Antes que todos se dirigissem aos seus lares, ela veio até mim em seu traje de formando, e chorou enquanto eu a abraçava. Então ela levantou a cabeça de meu ombro e disse "Você é meu melhor amigo, obrigada", e deu-me um beijo na bochecha. Eu queria dizer a ela, eu quero que ela saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos, eu a amo, mas sou muito tímido, e não sei porquê.

ALGUNS ANOS DEPOIS
Agora estou eu sentado no banco da igreja. Aquela garota está se casando agora. Eu a vi dizer sim e seguir em frente, rumo a sua nova vida, casada com outro homem. Eu queria que ela fosse minha, mas ela não me via dessa maneira, e eu sabia disso. Mas antes que ela partisse, ela veio até mim e disse "Você veio!". Ela disse "obrigada" e beijou-me na bochecha. Eu quero dizer a ela, eu quero que ela saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos, eu a amo, mas sou muito tímido, e não sei porquê.

FUNERAL
Anos se passaram, e eu olho para o caixão de uma garota que costumava ser minha "melhor amiga". Na cerimônia, leram a entrada do diário dela, escrito na época do colegial. Isto foi o que leram: "Eu o admiro desejando que ele fosse meu, mas ele não me vê dessa forma, e eu sei disso. Eu quero dizer a ele, eu quero que ele saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos. Eu o amo mas sou tímida, e não sei porquê. Eu queria que ele me dissesse que me ama! Eu queria também... Eu pensei pra mim, E chorei ... Eu te amo"

Quantas vezes em nossa vida deixamos de dizer : "eu te amo"

(autor desconhecido)

Voa, passarinho (à Franzinha)

O homem viaja através do mundo em busca do que deseja, e retorna ao lar para encontrá-lo. (George Moore)
Voa, passarinho
            (à Fran Tavares)

Voa, passarinho, voa
Vai conhecer a ti mesmo
Alça voo e sai a esmo
Por mais que a falta doa

Descubra a tua verdade
E venha ao ninho quando der
E um dia, num tempo qualquer
Relembre o voo com saudade

Não te esqueças de que tens
Um amor que não tem fim
Espalhe-o nesses vaivéns

Ensine-os todos por mim
Mostra tua arte, e parabéns
Por ser tu, simples assim

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Dois em um

   Bom, escrevi uma carta para uma pessoa e, como de costume, não tenho coragem para entregá-la. Aproveitando que eu já tenho esse blog mesmo, vou postar aqui e seja o que Deus quiser!
   E vou colocar um poema bem singelo que escrevi há um tempo para a mesma pessoa.

"Se meus olhos não te dizem nada, minhas palavras serão inúteis"

domingo, 18 de julho de 2010

Algo além (à Rafa)

"As pessoas entram na nossa vida por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem." (Lílian Tonet)


Algo além
     (à Rafaela Bento)

Sento ao teu lado em silêncio
Te olho nos olhos e vejo
Tudo que eu preciso saber

Não precisamos dizer nada
Nosso olhar é quem fala
O que o coração quer gritar

Não sei do que te chamo
É mais que uma amizade
Sabes que eu te amo
Porque só digo a verdade

Também não namoramos
É algo além disso tudo
Coisa que os humanos
consideram absurdo

Só pode ser o destino
Amor de vida passada
Sei lá, se quando menino
te pedi à estrela errada

Ao invés de uma paixão
Ganhei o amor de uma vida
Eu sempre nessa solidão
Mas sei que tenho uma amiga

Nosso amor vai muito além
dessas coisas do mundo
Tu não entendes também
esse coração vagabundo

Um dia tu irás aprender
que amor não é só andar junto
nem beijar, ou se comprometer
É algo bem mais profundo.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

À flor da pele

Intenso,
assim é o meu amor.
Como o incenso
queimando flor

À flor da pele,
arde e finda.
O fogo fere
a alma querida

Intensidade
de um momento
vale a eternidade
do sentimento

À flor da pele
eu vou provar
do lento e perene
desgosto de amar

Intenso e violento
Rápido ou disperso
O sabor do pranto
Se traduz no verso

À flor da pele


terça-feira, 13 de julho de 2010

Se eu... (à Carol)

"Por te falar eu te assustarei e te perderei? Mas se eu não falar eu me perderei, e por me perder eu te perderia." (Clarice Lispector)

 
Se eu...
           (à Caroline Larroque)


Se eu soubesse rimar,
faria uma rima bem bonita
Ia mostrar a uma amiga,
pra ver se ela ia gostar

Se eu soubesse cantar,
cantava uma bela canção
Mexia com o coração
de quem não posso tocar

Se eu soubesse escrever,
queria fazer um conto
Dedicado ao anjo torto,
que longe de mim foi viver

Se eu soubesse como amar,
amaria sem medida
Choraria pela amiga
com quem não posso conversar

sábado, 10 de julho de 2010

Sou jovem!!

Eu sou jovem. Tenho ideias e ideais. Sonho, corro, canto e grito quando for preciso.

Não preciso da aprovação de ninguém pra ser quem eu sou.
Eu sou jovem. Falo coisas que ninguém entende e todo mundo acha que eu sou louco,
mas loucos são eles.
Eu sou jovem e não me importo com julgamentos. Faço o que posso pra melhorar.
Carrego o mundo nas minhas costas, porque eu me importo com ele!
Minha personalidade é forte e eu sei do que sou feito.
Eu sou jovem. A minha liberdade é a minha lei.
Faço a vida valer a pena e sempre farei.
Não é pela minha idade, mas pela minha maturidade.
Jovem, eu sou e é isso aí!
Juventude não é uma época da vida, é um estado de espírito.
Se eu gosto, eu elogio. Se não gosto, meto a boca.
Sou um artista da vida, um gênio do amor.
Eu sou jovem. Estou aprendendo a ser adulto, mas sem deixar de ser criança.
Tenho a idade exata que a minha mente diz.
Falo besteiras com meus amigos e coisas sérias com meus pais.
Canto músicas de protesto e canções de acampamento.
Eu sou jovem. Estou aprendendo a amar e a sofrer.
Às vezes digo coisas que me arrependo, mas fazer o quê.
Prefiro acordar arrependido do que ir dormir na vontade.
Tenho responsabilidades e sei muito bem disso.
Honro minha família e amo meu país.
Gosto de sair e me divertir sempre!
Sou culto também, gosto de ler.
Eu ouço música clássica vez em quando.
E daí! A minha idade não impede que eu goste de coisas 'de velho'
Gosto de jogar baralho, bilhar, dançar valsa.
Fico em casa, também, vendo televisão.
Eu sou jovem. Mas também sou gente.
Eu sou jovem. E não quero crescer.

domingo, 4 de julho de 2010

Considerações (diário) e uma música

Já faz um certo tempo que não escrevo nada aqui, pois vou fazer algumas revelações hoje xD

Estou indo bem aqui no meu mundo. Dia 1º de junho meu pai desencarnou, deixando-me com um filho de 8 anos e uma família pra sustentar. Fui mais uma vez obrigado a ganhar maturidade que eu não precisaria agora (com só 18 anos). Novamente, desisti de encontrar o amor.
Estou deixando tudo acontecer naturalmente. Fiz um acordo com o amor: nem ele me persegue, nem eu fujo dele, um dia a gente se encontra!
Gostaria de dizer que estou dirigindo um grupo de teatro chamado Coisital, aqui de Rio Grande. Estamos trabalhando numa adaptação feita por mim com a Commedia Dell'Arte. Peguei as personagens, seus estereótipos e adaptei-as para a modernidade. Assim, o Pierrô é um emo, o Pantaleone é um gerente de restaurante, Il Capitano é um brigadiano (PM) e tal...
Acho que o trabalho me mantém longe dos demônios. E já dizia o poeta: "A música é a única coisa que faz sentido agora." Portanto, tô querendo comprar um violão. Fica muito difícil depender dos outros pra criar canções. Tudo bem, eu sou letrista, não compositor. Então eu tenho que escrever a letra e entregar a algum amigo pra que ele possa criar a melodia. É chato!
Sobre a Andressa - minha alma gêmea, que eu ainda não conheço, mas sei exatamente como ela é -, fiz uma música pra ela e ficou tão boa que eu registrei! Se alguém copiar sem a minha licença por escrito, rola processo
Acho que ficou bem legal até. Comentem e divulguem o meu blog.

Andressa
                                                                        (Léo Ottesen)



Eu nunca te vi, mas te conheço tão bem
Parece que está aqui, quando não há mais ninguém
Eu sei o teu jeito, mesmo sem poder te enxergar
Parece perfeito, mas viver é melhor que sonhar

Sei até o teu nome, estou sempre a imaginar
E isso me consome, não aguento mais esperar
Você me inspira a escrever sempre mais e mais
Musa querida, venha me trazer a paz!


Não sei se é loucura ou imaginação
Será que você me procura no seu coração?
Talvez eu esteja errado, mas não posso parar
Se eu não estou do seu lado, ainda posso sonhar
É tão difícil ficar preso nessa ilusão
Princesa encantada do meu conto de fada
Meu amor não conhece a razão


Que estilo te agrada, as roupas que curte vestir
Se está magoada, eu sei que não vai sair
O perfume que gosta, a cor dos cabelos
Se está bem disposta não comete erros

A vida que leva, tudo isso eu sei
Menina moleca, te conheço bem
Talvez por eu ser assim tão sonhador
Não quero que chegue o fim desse amor

Não sei se é loucura ou imaginação
Será que você me procura no seu coração?
Talvez eu esteja errado, mas não posso parar
Se eu não estou do seu lado, ainda posso sonhar
É tão difícil ficar preso nessa ilusão
Pode ser que eu já tenha a solução
Talvez um dia eu te esqueça
Andressa

S. C. Internacional de Porto Alegre

sábado, 19 de junho de 2010

Minha primeira poesia

Como tô há um baita tempo sem internet e, por conseguinte, sem postar nada, vou escrever a minha poesia aqui... Acho que eu tinha uns 12 anos, por aí...

Eu quero me afogar em teus olhos
Me perder em tua boca
Para que nunca mais acorde
Deste sonho
Que é estar com você

Báh, tri garotão haushuahsa

segunda-feira, 29 de março de 2010

segunda-feira, 22 de março de 2010

Velhas Gavetas em vídeo!

Devido ao grande sucesso que este texto teve -n
Fiz isso aí...

quinta-feira, 11 de março de 2010

The Differences

Na aula de português, a professora nos dá um texto de um cara lá falando sobre o Big Brother Brasil. O cara escreveu chamando todo mundo de burro e dizendo que esses Reality Shows são uma porcaria e blá, blá, blá. O cara passou o texto inteiro xingando todo mundo que vê essas coisas, dizendo que sõa uns burros, que precisam apreciar a literatura, o teatro e outras coisas mais. Percebi logo um erro. O autor passa o texto inteiro impondo às pessoas o seu estilo de vida. Tipo: ele odeia o BBB e ama a literatura. Então ele quer que todo o mundo deixe de assistir o BBB e vá ler um livro. É a mesma coisa que falar: "Eu estou certo e vocês estão errados!"  Não existe isso! O que é certo? O que é errado?
Eu tenho a minha religião e tudo o que ela prega eu acho certo e quero que as pessoas também sigam essa minha religião, mas não imponho minha religião às pessoas. Como faço com meu amigo macumbeiro umbandista, dono deste blog. Converso com ele na boa sobre religião. Não nos batemos e nem nos xingamos pelas nossas religiões serem "inimigas" no ponto de vista alheio. Eu simplesmente falo da minha religião e ele fala da religião dele. Simples. Pontos de vista diferentes discutindo sobre o mesmo assunto e sem brigas. Eu não concordo com muita coisa que o macumbeiro hã...  o Léo diz, mas e aí? Ele escolheu a religião dele. Livre Arbítrio.  Não dá para impôr as coisas que gostamos ou que acreditamos às outra pessoas. Seria como querer construir um mundo cheio de "Alissons". Qual a graça? Todo mundo escutando as mesmas músicas...   Qual a graça?  Como é bom ir à praia e ver aquele Chevette com o som a todo o pau tocando Banda Dejavú e dizer: "Que porcaria!  Como alguém pode ouvir isso?"  Eu não agüento mais essa banda, mas e aí?  As diferenças estão e estarão sempre à nossa volta.   E muitas vezes eu acho divertido isso. Tipo: se todo mundo fosse igual a mim como eu poderia rir de alguém que escuta pagode?  Ou como eu poderia rir de um emo?  Nenhum preconceito, só acho engraçado.  xD
Bom é rir, se divertir e aceitar as pessoas. É perda de tempo querer moldar as pessoas do seu jeito. Ninguém é perfeito e ninguém é dono da verdade. Só Deus.  =D
E viva as diferenças, tchê !

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Cartas de Gandhara

Seria muito gratificante se todos aqueles que acusam a minha fé e a minha doutrina de serem deturpadas e outras coisas que não convém dizer, lessem e entendessem esse texto.


Meu colega neste blog e grande amigo, Alisson, não possui a mesma crença que eu e, mesmo assim, sempre conversamos sobre religião e Deus, sem ofensas nem acusações. Seria tão difícil aceitar o próximo do jeito que ele escolheu ser...?

"Se todos derem as mãos, quem sacará as armas?!" (Bob Marley)

Peço humildemente que leiam...

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Devaneia o poeta acerca da dor

Não é por que minha dor é silenciosa
que minha raiva não queira lhe gritar
Ver a minh'alma assim tão dolorosa
eu sei, não te fará reconsiderar

Não é por que meu sofrimento dura pouco
que seja menor do que o teu
Eu só não fico correndo como louco
atrás, senão, de quem Deus me prometeu

A minha dor é lancinante
Imensa, pois, não me julgues
Pareço, mas não estou distante

Seria melhor se antes soubesses
que sou poeta e inconstante
Pois deste mal também padeces

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Meu vídeo

Todos os créditos estão no próprio vídeo. Música é Let it Be - The Beatles; versão para o filme Across the Universe, direção de Julie Taymor, distribuído por Sony Pictures. O texto teve de ser editado, a versão completa se encontra por aqui no blog. O início do vídeo não tem áudio porque não 'bateu' com a duração do texto e quando eu escolho uma trilha sonora tem que ser aquela! Espero que gostem, porque deu muito trabalho!
video

update: se não conseguirem assistir aqui, vai...
http://www.youtube.com/watch?v=aFwiiN87aZM

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Aqui

Aqui
Eu nunca disse que iria ser
A pessoa certa pra você
Mas sou eu quem te adora

Se fico um tempo sem te procurar
É pra saudade nos aproximar
E eu já não vejo a hora

Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Ei, você sabe que eu não sei jogar
Não é meu dom representar

Não dá pra disfarçar
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está

Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim

Aqui
Agora que você parece não ligar
Que já não pensa e já não quer pensar
Dizendo que não sente nada

Estou lembrando menos de você
Falta pouco pra me convencer
Que sou a pessoa errada

Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Ei, você sabe que eu não sei jogar
Não é meu dom representar

Não dá pra disfarçar
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está

Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim
Em mim... Aqui

Ana Carolina

sábado, 30 de janeiro de 2010

Música, Regras e Amor

Eu, particularmente, não consigo viver sem música. Não importa qual (menos essas bobagens do forró, essas dores de cotovelo do pagode e essas orgias do funk). É... tirando essas exceções o resto eu tô metendo pra drento. Mas por um certo tempo eu andei na... digamos, Idade das Trevas. Meio sem cultura e controlado por idéias padrão. Como vocês não sabem eu sou evangélico e conseqüentemente (trema eterno \o/) curto música gospel. Mas eu tinha parado por aí. Alguém tinha me dito que ouvir músicas seculares era "pecado". Pois é, parei de ouvir músicas seculares. Mas por quê? Por que é pecado? Por que não pode? Ao mesmo tempo que eu tinha essas indagações eu tinha saudade de Angra, CPM 22, Pitty, Ana Carolina, etc... Era um adolescente cristão em profunda crise. Se a bíblia fala que somos livres por que eu tenho que me prender à certas músicas que eu não gosto? Eu não quero ser obrigado a ouvir Aline Barros 24 horas por dia!
Mas foi aí que as coisas começaram a mudar. De repente me dei de cara com o ROCK CRISTÃO. Caraca, meo!!! Rock de crente!!! Eu estava maravilhado com aquilo. Nunca imaginei que crente tocava rock. Mas como nem tudo é um mar de rosas, sempre tinha aqueles crentes hipócritas que adoram julgar tudo e todos para dizer pra mim que rock é do diabo e que é "pecado" ouvir rock. Aí peguei nojo. Resolvi sair em busca da verdade. Vasculhei na net, li livros, li a bíblia e cheguei à simples conclusão: Eu sou livre! Livre pra escolher o que eu posso fazer e o que eu quero escutar... esse é o livre arbítrio que a bíblia fala. Ser crente é ser livre, e não ser proibido de fazer um monte de coisas.

Hoje eu tenho nojo da religião, que dita regras e deixa o ser humano preso à elas. O tempo de regras já passou! Estamos no Novo Tetamento, No século 21! Vamos nós mesmos ditar nossas próprias regras! Não esquecendo do bom senso, da ética, da amizade, do amor... enfim, não esquecendo dessas coisas que deixam nosso mundo um pouco mais feliz. Afinal, o ser humano sempre inventou regras egoístas, mesquinhas, mercenárias e más. Sempre ditanto que quem tem mais dinheiro tem mais poder...


Como diria meu grande amigo Tim Maia: "Não quero dinheiro, eu só quero amar!"

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

I'm so tired of it

Noite passada, antes de dormir, eu tava pensando em umas coisas que têm me deixado cada dia mais triste, de cara mesmo. E vou aproveitar esse espaço pra me indignar.

Bueno, eu vejo cada vez mais as garotas procurando sexo e beleza, enquanto eu busco amor e conteúdo. Cada dia mais pessoas buscando dinheiro e liberdade, enquanto eu quero um sentimento e uma aliança.
Pode ser como algumas dizem, que as meninas cansaram de procurar o homem perfeito e tal, e começaram a desistir desse príncipe, aceitando ficar com a maioria: os cafajestes, sem dúvidas.
Eu até entendo que uma hora ou outra a gent desiste do amor romântico e resolve jogar-se ao que vier. Mas daí até virarem meninas fúteis, que não se dão valor e que só querem curtir a juventude sem se preocupar com nada, já é demais.
Cadê as mulheres que lutaram tanto tempo por tantas coisas, aquelas mulheres que durante séculos mantiveram o romantismo vivo, apesar de não ter o apoio dos machos?

Eu só não entendo que culpa tenho eu, romântico assumido e incorrigível, de os homens do passado terem feito as mulheres de hoje em dia desistirem do amor verdadeiro.
Que culpa tenho eu se um vagabundo qualquer traiu uma moça de família e que agora não quer mais se apaixonar, porque tem medo de sofrer novamente.

As pessoas têm que deixar essa crença no passado e parar de julgar o cacho por aquela uva podre.
Não generalizem... Cada ser é único.

And I am sick of love

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Eu gosto

Eu gosto do jeito que tu me olhas
Eu gosto do teu sorriso envergonhado
Gosto da tua boca, e tuas caras
Mas não gosto de estar apaixonado

Eu gosto de pensar que vou te ter
Eu gosto de notar tua inconstância
Gosto de sonhar, e de te ver
Mas não gosto de toda essa distância

Eu gosto de ver tuas encaradas
Eu gosto do teu jeito de disfarçar
Gosto de vê-la ali parada
Mas não gosto de ter que me afastar

sábado, 23 de janeiro de 2010

Regina Brett com 90 anos me ensinou...

"Para celebrar o envelhecer, uma vez eu escrevi 45 lições que a vida me ensinou. É a coluna mais requisitada que eu já escrevi. Meu taxímetro chegou aos 90 em agosto, então, aqui está a coluna, mais uma vez:




1. A vida não é justa, mas ainda é boa.

2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.

3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.

4. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.

5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.

6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.

7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.

8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele agüenta.

9. Poupe para a aposentadoria, começando com seu primeiro salário.

10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.

11. Sele a paz com seu passado, para que ele não estrague seu presente.

12. Está tudo bem em seus filhos te verem chorar.

13.. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que se trata a jornada deles.

14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.

15. Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.

16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.

17. Desfaça-se de tudo o que não é útil, bonito e prazeroso.

18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.

19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém..

20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite "não" como resposta.

21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.

22. Prepare-se bastante; depois, se deixe levar pela maré...

23. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.

24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.

25. Ninguém é responsável pela sua felicidade, além de você.

26. Encare cada "chamado" desastre com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?

27. Sempre escolha a vida.

28. Perdoe tudo de todos..

29.. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.

30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.

31. Indepedentemente de a situação ser boa ou ruim, irá mudar.

32. Não se leve tão a sério. Ninguém mais leva...

33. Acredite em milagres.

34. Deus te ama por causa de quem Ele é, não pelo que você fez ou deixou de fazer.

35. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora.

36. Envelhecer é melhor do que morrer jovem.

37. Seus filhos só têm uma infância.

38. Tudo o que realmente importa, no final, é que você amou.

39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares.

40. Se todos jogássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.

41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.

42. O melhor está por vir.

43. Não importa como você se sinta, levante, se vista e apareça.

44. Produza.

45. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente."
 
Boa semana, amics

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Apenas mais uma de amor

Então, caros leitores -n
Eu, na noite de ontem, parei pra dar alguns conselhos para uma amiga e eu mesmo tive noção de coisas que antes me fugiam.
Por exemplo. Esta juventude que está perdida. Eu sei que existem fases e fases na sociedade, mas eu acredito que não me enquadro nesta fase em que vivemos hoje.
Onde os guris só querem aumentar sua lista de mulheres beijadas. E as gurias só querem sexo! (palavras da própria amiga).
Houve uma fase onde os noivos - pois não existia namoro - só podiam se beijar no portão de casa, com os pais vigiando pela janela.
Outra, porém, em que se ficava com uma pessoa uma vez, duas, três... e se estivesse dando certo para ambos, acontecia o pedido de namoro. Se o namoro perdurasse, noivado, casamento etc.
Eu entendo que essas fases por que a humanidade passa de tempos em tempos serve para mostrar o quanto nós, humanos, mudamos de perspectiva rapidão. Mas do jeito que está hoje, não dá pra mim.
Todos sempre diziam que os homens não querem nada sério. Mas eu encontro muito mais garotos querendo uma namorada do que elas.
Pra mim, isso é o fim. Eu não consigo me enxergar solteiro e feliz, não dá!
E se acontecer de isso ser verdadeiramente uma fase da humanidade, ou apenas da sociedade brasileira. De só ter lances sem compromisso. O que será de mim?
Tomara que seja apenas um devaneio meu e isso um dia vai acabar e todos vão namorar e casar novamente.
Caso isso não ocorra... F*deu
Parem o mundo que eu quero descer!!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Tô me sentindo tão sozinho

E nada como Ed Mort e outras histórias, de Luis Fernando Veríssimo, para melhorar o meu humor...

Solidão


Finalmente liberadas as gravações que a NASA fez das experiências realizadas com o tenente da Marinha John Smith para testar o comportamento humano em condições de completo isolamento durante longos períodos de tempo, iguais ao que o homem terá que enfrentar na exploração do espaço. O tenente Smith foi escolhido pelas suas perfeitas condições físicas e mentais. Foi colocado dentro de um simulador de vôo com comida bastante para dois anos e os instrumentos que normalmente levaria numa missão, inclusive um computador. Todos os dias Smith teria que fazer um relatório verbal para que seu estado fosse avaliado. O que segue são trechos das gravações feitas dos seus relatórios.

Primeiro dia. “Meu nome é John Smith. Estou ótimo. Passei todo o dia me familiarizando com este meu pequeno lar. Já desafiei o computador para uma partida de xadrez. Acho que nos daremos muito bem. (Risadas.) Só tenho uma queixa: esta comida em bisnagas não se parece nada com a comida de mamãe... (Risadas.) Dois mais dois são quatro. Encerro”.

Uma semana depois. “John Smith aqui. Continuo muito bem. Ainda não consegui vencer nenhuma partida de xadrez deste computador. Acho que ele está trapaceando. (Risadas.) Três vezes três é nove. Encerro”.

Um mês depois. “(Risadas.) Meu nome é John maldito Smith. Tudo bem. Um pouco entediado, mas tudo bem. Consegui finalmente ganhar uma do computador, embora ele negue. Vou ter que derrotá-lo de novo para convencer este cretino. Calculei mal e já comi todas as bisnagas de torta de maçã. Agora só tem maldito limão. Dois vezes três são, deixa ver. Seis. Quer dizer... Não. Está certo. Seis. Encerro”.

Dois meses depois. “Vocês sabem quem eu sou. John qualquer coisa. Não agüento mais a arrogância deste computador. Ele não é humano! Insiste que me deu xeque-mates inexistentes e se recusa a admitir que está errado. Tivemos uma briga feia hoje. Dois mais dois são... sei lá. Encerro”.

Quatro meses. “Alô. Tenho provas irrefutáveis de que o computador está tentando boicotar esta missão! Ouvi claramente ele dizer alguma coisa desagradável sobre mamãe. Canta Strangers in the Night em falsete e não me deixa dormir. Não me responsabilizo pelo que possa acontecer. Estou muito bem, lúcido e bem disposto. Com licença que estão batendo na porta”.

Sexto mês. “Meu nome é Smith. Maggie Smith. Por hoje é só”.

Oitavo mês. “(Risadas)”

Nono mês. “Smith aqui. Aconteceu o inevitável. Matei o computador. Estávamos com um problema, onde colocar as bisnagas vazias, e ele fez uma sugestão deselegante. Agora está morto. Não tenho remorsos. Ontem recebi a visita de um vendedor de enciclopédias. Não sei como ele conseguiu entrar aqui. Dois mais dois geralmente é nove. Encerro”.

Décimo mês. “Meu nome é Brown ou Taylor. Um mais um é umum. Dois mais dois, não. Iniciei um projeto importantíssimo. Com as bisnagas vazias e partes do computador, estou construindo uma mulher”.

Um ano. “Redford aqui. Sinto falta de um espelho para poder ver a minha barba, que está bem comprida. A mulher que fiz de bisnagas vazias e partes do falecido computador ficou ótima mas, infelizmente, nossos gênios não combinavam. Ela foi para casa de seus pais. Dois mais dois...”

Décimo-quarto mês. “Minha barba está tentando boicotar a missão! Faz um estranho barulho eletrônico e várias vezes já tentou me estrangular. Deve ser comunista. Começaram a chegar as enciclopédias que comprei. Tenho jogado xadrez comigo mesmo e ganho sempre”.

Décimo-quinto mês. “Aqui fala Zaratustra. Atenção. Encontrei pegadas humanas dentro da cabine. Estou investigando. Mandarei um relatório depois. Duas vezes três é demais. Encerro”.

No dia seguinte. “Grande notícia. Há outro ser humano dentro da cabine! Seu nome é Smith, John Smith, mas como o encontrei numa terçafeira o chamarei de “Quinta”. Ele não fala, mas joga xadrez como um mestre. (Risadas). Talvez tenha que matá-lo”.

Neste ponto, os cientistas da NASA acharam melhor abrir a cápsula. Encontraram Smith com as mãos em volta do próprio pescoço gritando: “Trapaceiro! Trapaceiro!”

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Tão bom

É tão bom quando alguém fala por nós.
http://www.youtube.com/watch?v=BlTJj2hd8n0